PERGUNTAS E RESPOSTAS

Sim respondemos nossos clientes!

TENHO DOENCA CELÍACA, POSSO COMER AVEIA?

Depende.

Há muitas controvérsias sobre o consumo de aveia por indivíduos portadores de doença celíaca. Mas por que se a aveia originalmente “nasceu” sem glúten? Essas controvérsias são atribuídas principalmente à contaminação, por meio dos maquinários de fabricação, da aveia com o trigo – fato comum que ultrapassa os limites de seguraça.

Um estudo brasileiro avaliou a presença de glúten em cultivares brasileiros de aveia, bem como a contaminação de seus subprodutos por glúten. Concluíram que os cultivares não apresentam glúten em sua composição, porém os produtos comerciais apresentam.

Vários estudos avaliaram os efeitos do consumo de aveia por pacientes celíacos, e estes são controversos: 

*Garsed & Scott (2007), em revisão sistemática, concluíram que indivíduos com doença celíaca podem incluir aveia em sua dieta sem glúten, quando esta já é bem estabelecida; entretanto, o consumo deve ser suspenso mediante o aparecimento de qualquer sintoma, principalmente naqueles indivíduos que apresentam alguma sensibilidade específica à aveia.

*Haboubi e colaboradores (2006), em outra revisão sistemática, não encontrou diferenças na serologia de pacientes celíacos consumindo aveia ou não; entretanto, dois dos estudos revisados apresentaram diferenças significantes na contagem de linfócitos intraepiteliais entre os indivíduos.

*Kemppainen e colaboradores (2007) comprovaram, por meio de biópsia de células intestinais, que o consumo de aveia por cinco anos por indivíduos celíacos sob dieta isenta de glúten não promove estimulação imunológica na mucosa do intestino delgado.

*HOLM e colaboradores (2006) demonstraram que crianças celíacas não apresentaram alterações na histologia intestinal nem na serologia com o consumo de aveia.

*Koskinen e colaboradores (2009) concluíram que o consumo de aveia pode ser considerado seguro pela maioria das crianças portadoras de Doença Celíaca, porém com a ressalva de que os pacientes que optarem por incorporar este cereal em suas dietas devem ser estreitamente acompanhados durante toda a vida.

Existem aveias totalmente isentas de glúten, porém no Brasil elas não são facilmente encontradas, além de serem bastante caras. Elas são facilmente encontradas nos países nórdicos, como Noruega e Finlândia, onde a prevalência de doença celíaca é bastante elevada. Há também muitos produtores nos EUA e Reino Unido.

Apesar de haver evidências científicas de que a aveia pode ser tolerada pela grande maioria dos pacientes portadores de Doença Celíaca, seu consumo não é totalmente seguro, e caso o paciente não apresente sintomas e opte pelo consumo, deve haver constante acompanhamento médico e nutricional. 

 

Como opção de substituição, pode-se utilizar amaranto e quinoa.

 

Por fim, para quem se interessar, no site da Provena, empresa finlandesa que cultiva aveia sem glúten, existe uma infografia (http://provena.fi/en/glutenfreeoat) que explica como garantem a isenção de glúten nos seus produtos.  

 


É sua vez de se alimentar corretamente e com saúde!